Não importa a quantidade, mas a qualidade do tempo que os pais passam com os filhos

Passar mais tempo com os filhos é o desejo da maioria dos pais que trabalham fora. Embora muitos acabem se culpando por ficar pouco com as crianças, para os especialistas o mais importante não é a quantidade, mas a qualidade do tempo dedicado aos pequenos.

Reserve momentos intensos para conversar, brincar e ler histórias para eles – não importa se por três horas ou por apenas 30 minutos.

Mesmo que os pais passem menos tempo do que gostariam com os filhos, isso não os isenta de educá-los e exigir que cumpram suas tarefas e obrigações. Tampouco é recomendado encher a criança de mimos e presentes só porque ficou fora o dia todo. “É errado tentar compensar o pouco tempo com o filho transformando a cobrança em ‘happy hour’. No final, isso pode virar ‘tragic hour’”, alerta o psicólogo Içami Tiba, autor do livro “Quem Ama, Educa!”.

Para a criança, o importante mesmo é sentir segurança, amor e cuidado por parte dos pais. Se os adultos estiverem felizes e satisfeitos, inclusive profissionalmente, vão chegar em casa com uma vontade extra de compartilhar bons momentos ao lado dos filhos.

 

Conheça a Coleção Verão 2018 da Fofinho

 

NOSSAS REDES SOCIAIS:

Curta também nossa página no Facebook: www.facebook.com/EnxovaisFofinho
Siga-nos no Instagram: www.instagram.com/enxovaisfofinho
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/EnxovaisFofinho
Nossos pins no Pinterest: www.pinterest.com/Enxovaisfofinho